AH! QUANTA ANSIEDADE – POSSO DOMINÁ-LA?

O problema da humanidade em todos os tempos não é o ateísmo. Apesar de todas as filosofias e de todos os movimentos contrários ao teísmo, o ser humano continua mantendo sua fé nos deuses (a grande minoria) ou em Deus (a grande maioria). O problema acentuadamente preocupante é que um bom número daqueles que creem em Deus não acredita que ele esteja de braços abertos para sua alma aflita. Antes de apresentar algumas considerações sobre ansiedade, gostaria que os leitores lessem parte de uma reportagem que trata sobre o transtorno da ansiedade:

[1]“Brasil é o país mais depressivo da América Latina, revela OMS

A taxa supera a de Cuba, Paraguai, Chile e Uruguai

Por: Estadão Conteúdo 23/02/2017 – 10h41min | Atualizada em 23/02/2017 – 10h47mi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: stock.xchng / Divulgação 

O Brasil tem a maior taxa de pessoas com depressão na América Latina e uma média que supera os índices mundiais. Dados publicados nesta quinta-feira pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 322 milhões de pessoas pelo mundo sofrem de depressão, 18% a mais do que há dez anos. O número representa 4,4% da população do planeta.

No caso do Brasil, a OMS estima que 5,8% da população nacional seja afetada pela depressão. A taxa média supera a de Cuba, com 5,5%, a do Paraguai, com 5,2%, além de Chile e Uruguai, com 5%.

ANSIEDADE

Além da depressão, a entidade indica que, pelo mundo, 264 milhões de pessoas sofrem com transtornos de ansiedade, uma média de 3,6%. O número representa uma alta de 15% em comparação a 2005.

Uma vez mais, o Brasil lidera na América Latina, com 9,3% da população com algum tipo de transtorno de ansiedade. A taxa, porém, é três vezes superior à média mundial. Os índices brasileiros também superam de uma forma substancial as taxas identificadas nos demais países da região. No Paraguai, a taxa é de 7,6%, contra 6,5% no Chile e 6,4% no Uruguai.

Em números absolutos, o Sudeste Asiático é a região que mais registra casos de transtornos de ansiedade: 60 milhões, 23% do total mundial. No segundo lugar vêm as Américas, com 57,2 milhões e 21% do total.

No total, a OMS ainda estima que, a cada ano, as consequências dos transtornos mentais gerem uma perda econômica de US$ 1 trilhão para o mundo.”

 [2]O INCÔMODO DA ANSIEDADE

Ansiedade é a preocupação demasiada com as necessidades primárias e as secundárias, as necessidades básicas e as supérfluas, as necessidades reais e as imaginárias.

Se constante e prolongada, a ansiedade pode levar o ansioso a adquirir úlcera, colite, asma, doenças do coração e outros distúrbios orgânicos. Mas, quando não mistura os problemas de ontem com os problemas de hoje nem os problemas de hoje com os problemas de amanhã, o não ansioso, então, em paz se deita e logo pega no sono (Salmo 4.8).

Fazer tempestade em copo d’água é muito mais comum do que se pensa. Das 5.318 mulheres entrevistadas pela revista “Saúde” em 2013, quase um quarto (21%) sente ansiedade. Outras estão estressadas (14%), apresentam fadiga (12%), deitam e não conseguem dormir (7%) e vivem tristes (6%). Quais desses cinco diferentes estados emocionais incomodam mais? Com palavras ternas, Jesus tentou convencer a prestativa irmã de Maria e Lázaro de sua ansiedade: “Marta, Marta, você está agitada e preocupada com muitas coisas, mas apenas uma é necessária!” (Lucas 10.41).

No Sermão da Montanha, Jesus faz todo o esforço para acabar com a ansiedade, seja qual for a sua natureza e a sua intensidade. A receita é simples: “Não se preocupem!”, “Não se preocupem!”, “Não se preocupem!” (Mateus 6:25-34). Não se preocupem com as coisas básicas, como comer, beber e vestir, e muito menos com todas as demais coisas. Vejam os passarinhos que voam no céu, vejam os macaquinhos que pulam de galho em galho, vejam os peixinhos descendo o rio, vejam os jacarés nadando na lama, vejam os gatinhos dormindo no sofá, vejam os lírios do campo, vejam os girassóis da Rússia, vejam as vitórias-régias do Amazonas, vejam as árvores de ipê-amarelo à beira das estradas, vejam as sequoias da Califórnia. Vejam aquele que criou tudo isso, aquele que criou o homem e a mulher à sua semelhança, dando-lhes um status que nenhuma outra obra da criação tem.

É curioso observar que a Bíblia tenta acabar com a nossa preocupação excessiva, mas, ao mesmo tempo, diz que Deus se preocupa conosco: “Acaso, é com bois que Deus se preocupa?” (1Coríntios 9.9). Sob esta perspectiva do cuidado de Deus por nós, o ser humano está debaixo de um amplo guarda-chuva e, quando enxerga isso, se acalma.

A ansiedade só acaba com a contínua entrega de toda dificuldade, todo aborrecimento, todo imprevisto, toda decepção, todo desafio, toda dor nas mãos de Deus, por meio de orações precisas e corajosas. A oração é “a arte de entrar no Santo dos Santos e se colocar na presença do próprio Deus em espírito, por meio da fé, valendo-se do sacrifício vicário de Jesus, e falar com ele com toda liberdade”. Esse tipo de oração pode ser feito tanto de joelhos e de olhos fechados, em casa, como de olhos abertos, enquanto se caminha por uma rua qualquer. As orações podem ser muito demoradas ou muito breves. O importante é tirar de seus ombros todos os sustos e medos, colocando-os na presença de Deus. O Salmo 37 deve ser constantemente lembrado. Ali estão os imperativos antidepressivos: “Confie no Senhor” (v.3); “Que a sua felicidade esteja no Senhor” (v.4); “Ponha a sua vida nas mãos do Senhor” (v.5); “Tenha paciência, pois o Senhor cuidará [de você]” (v. 7); e “Ponha a sua esperança no Senhor” (v.34). Quando a ansiedade começar a agitar o coração para levar a pessoa à confusão mental e ao desespero emocional, a atitude correta, inteligente e simples é abrir-se completamente diante do Senhor, sem esconder dele coisa alguma. Além do respaldo do Salmo 37, outras três passagens reforçam essa atitude. Uma delas é: “Procurem a ajuda do Senhor; estejam sempre na sua presença” (1Crônicas 16.11). A segunda, também muito conhecida, é a exortação paulina: “Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido” (Filipenses 4.6). E a terceira é da lavra de Pedro: “Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês” (1 Pedro 5.7). Precisamos nos livrar do incômodo da ansiedade o mais depressa possível, mas sem ansiedade!

Concluímos que a ideia da existência de Deus, presente em quase todos os homens, e a fé em Deus não se constituem no problema da humanidade. A religião, pelo contrário, reflete uma necessidade básica do homem de tentar encontrar respostas aos anseios internos, e males tais como, a ansiedade, a tentação, a culpa, o medo, a depressão, etc., e diante do sentido da vida em sociedade. O grande problema humano está diante da impossibilidade do homem ter acesso direto e claro à divindade; a despeito da sua fé, o homem não acredita num Deus acessível, que está de braços abertos para socorrer sua alma aflita.

Acreditamos que na medida em que o homem passa a se compreender como um ser espiritual, de uma complexidade psíquica sensível e reacionária aos perigos cotidianos, passará a buscar a solução na Palavra de Deus, pois entenderá que: “Os teus olhos viram a minha substância ainda informe, e no teu livro foram escritos os dias, sim, todos os dias que foram ordenados para mim, quando ainda não havia nem um deles (Salmo 139:16)”.

[1] http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/noticia/2017/02/brasil-e-o-pais-mais-depressivo-da-america-latina-revela-oms-9728405.html

[2] Texto disponível na Web em: http://www.ultimato.com.br/revista/artigos/347/o-incomodo-da-ansiedade, acessado em 28 de março de 2017.

 

Anúncios

3 comentários sobre “AH! QUANTA ANSIEDADE – POSSO DOMINÁ-LA?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s