PAI

Pai, originalmente no hebraico, ab ou abba (palavra aramaica usada por Jesus ao se referir ao Seu Pai), ocorre por cerca de seiscentas e oitenta vezes, desde Gên. 2:24 até Mal.2:10. No grego, pater, que ocorre por cerca de trezentas e sessenta vezes, desde Mat. 2:22 até Apo.14:1.

A palavra grega, pater, está relacionada à raiz que significa «nutridor» ou «protetor». Porém, no uso comum, havia muitas aplicações do vocábulo, como ao pai de uma pessoa, ao chefe de um clã ou nação, à cabeça espiritual dos mesmos, ou a um líder espiritual, ou a alguém que ajudava a outrem para conseguir um significativo avanço espiritual, como o originador de alguma organização, filosofia ou religião; e também era usado como titulo de honra e respeito, incluindo os nomes Pai, Filho e Espírito Santo, da trindade divina, ou então, Deus como o Pai dos seres humanos e de outros seres inteligentes.

Entre os deveres de um pai estão os sociais, psicológicos e espirituais. Há três coisas que um pai deve a seus filhos: exemplo, exemplo, exemplo. O pior erro que um pai pode cometer é conhecer os ensinos espirituais das Escrituras Sagradas e deixar de transmiti-los a seus filhos.[1]

Após a breve nota didática sobre a expressão pai, passo a comentar algumas situações que pessoalmente me chamaram muito a atenção. A primeira delas diz respeito à função de nutridor ou provedor do pai, a qual considero a principal; mas como a Palavra de Deus nos dá princípios para agirmos em todas as áreas da nossa vida, o princípio de provedor não deveria me autorizar a transgredir outros princípios. Explico: aconteceu que um amigo ficou me devendo certa quantia em dinheiro, há muitos anos atrás; ao cobrar-lhe a devida quantia, ele prontamente me disse que em primeiro lugar estava a família dele. Pagou-me depois de forma nem tanto amigável, quebrando princípios de lealdade, amizade, honestidade, etc., em nome da defesa da sua família.

Outros aspectos interessantes são os sentidos que a palavra pai toma, quer dizer, quando alguém faz algo interessante, seja importante ou não, mas que alcança notoriedade, logo as pessoas vão perguntando: “Quem é o pai da criança?” Esse jargão popular nos remete a um aspecto que considero dos mais nobres da palavra pai, que é o de criador. Por isso, existem as expressões: “Pai da fé, pai da Estatística, pai do Positivismo, pai do drible pedalada, etc.

Mas nesse sentido de criador, devemos considerar que alguém só é chamado de pai quando transmite algo aos outros, ou seja, sua “criação” serve aos demais, não sendo apenas de uso individualista; por isso, podemos dizer que a função de pai só é completada quando o pai abençoa seus semelhantes com a sua criação. O maior exemplo nos deu o Pai Eterno, ao enviar ao mundo Seu Filho para resgatar a humanidade perdida, 1 Jo 4:14 “E vimos e testemunhamos que o Pai enviou seu Filho para ser o Salvador do mundo. Assim, completa-se a função do pai que ama, conforme nos dizem os versos a seguir:

10351758_255961407936247_6874762157013883370_n

Não poderíamos deixar de citar o sentido negativo de pai, que é quando alguém passa a ter intimidade com condutas perversas e as transmite aos outros; neste aspecto, o pai cria filhos reprováveis por amar a mentira e o engano, conforme Jó 17:14 “À corrupção clamo: Tu és meu pai;” é por isso que ouvimos alguns títulos nada honrosos a certos pais: “Pai do mensalão, pai do petrolão, pai da governabilidade[2], pai da mentira, etc.”

Para concluir quero retornar ao primeiro sentido da palavra, provedor, a fim de deixar a todos os leitores o testemunho de um médico que precisou “prover” as necessidades de uma pessoa que talvez servisse para ser sua mãe e, possivelmente, fosse até desconhecida sua. Isso pode acontecer de que Deus nos coloque como pai de outras pessoas, para lhes ajudar com a capacidade ou o dom que Ele nos deu individualmente, privando-o de outros, compartilhando com o ser humano o prazer de ajudar os fracos e levantar os caídos. Vejamos o texto:

Deus e suas maneiras de nos usar (ou seja, as mais loucas possíveis).

Há seis meses ao atender uma senhora com gastrite ou dor no estômago, ela me disse -doutor: Omeprazol já não faz mais efeito. Eu disse: – pode ser sua alimentação; ela disse: – não, isso começou há 4 anos e esta associado com insônia por causa de uma briga, e desde então não falo com meu filho e nora. Eu respirei, pois ela tinha idade de ser minha mãe e disse: – pois bem dona Maria, gastrite gera úlcera e ela é uma ferida e não terá Omeprazol no mundo que vai curar, muito menos o tempo; a senhora esta sofrendo e seu corpo esta respondendo, o remédio se chama Perdão, libere ele, passe em cima do seu orgulho, pois ele não procede de Deus e tenho certeza que sua vida vai voltar ao normal; libere o perdão. Há 10 dias, ao atendê-la novamente com lágrimas nos olhos, ela me disse: – Doutor, como o senhor disse, o perdão era o melhor remédio, me acertei com os meus, não senti mais nada; a endoscopia que fiz, o laudo diz que já está curada, segundo o médico.

Resumo essa historia lhe dizendo: passe por cima do orgulho e libere perdão e viva o melhor de Deus para tua vida.[3]  

 O mais surpreendente foi sua receita médica:

 1558600_592701080832067_8532110513442449962_n

 

[1] CHAMPLIN. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. Volume 5, P-R, pg. 12

[2] Governabilidade = expressão criada por um ex-presidente do Brasil, representando um “clima” favorável para executar seu plano de governo; o aspecto perverso que vêm sendo adotado pelos governos é o fato de liberarem as verbas das emendas dos parlamentares em troca de apoio para a aprovação dos projetos do governo, é o toma-lá-dá-cá.

[3] Dr Rodrigo Assumçãohttps://www.facebook.com/pages/Dr-Rodrigo-Assum%C3%A7%C3%A3o/464320817003428?fref=photo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s