A língua pode ser domada?

Tiago 3:7,8 “Pois toda espécie tanto de feras, como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se doma, e tem sido domada pelo gênero humano; mas a língua, nenhum homem a pode domar. É um mal irrefreável; está cheia de peçonha mortal.”

Provérbios 18:21 “ A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto(AA).”

 boca-fechada A língua é sem duvida um órgão importante na comunicação humana, porém ela também tem sido uma arma incontrolável de destruição. A língua é uma fera, que homem nenhum é capaz de domá-la (Tg 3:7, 8). Os animais (terra) aves (ares) peixes (mar) e animais marinhos já foram domados em grande parte pelo homem, mas para conseguir domar a língua somente com o auxilio do Espírito Santo. Precisamos entregar este importante órgão ao total controle do Espírito, pois nenhum membro do nosso corpo pode ser instrumento de injustiça. “Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça”, Rm 6:13. Um pequena estória que retrata os efeitos da “palavra falada”:

 

Havia em certa igreja, um irmão que implicava em tudo que o pastor fazia. Este membro certa vez inventou uma calunia muito grande sobre a vida do Pastor e sua família, e o tempo passou. Este pastor já velhinho descobriu que tinha uma enfermidade muito grave e já estava em estado terminal. Aquele irmão que há muitos anos atrás tinha perturbado tanto a vida daquele servo de Deus, sentiu-se incomodado pelo Espírito Santo e foi até aquele hospital onde o Pastor estava internado. Chegando lá, disse: – Pastor eu vim aqui pra lhe pedir perdão por tudo que eu fiz o senhor sofrer, pelas mentiras que inventei sobre o senhor… Perdoe-me por ter estragado sua vida e tantas vezes ter feito o senhor chorar. O Pastor disse: – Eu só lhe perdoou com uma condição. O irmão pergunta: – Qual é essa condição? Fale-me, porque eu sou capaz de qualquer coisa pra ter o seu perdão! O Pastor calmamente falou: – Pegue aquele travesseiro daquela cama, abra-o e jogue todas as penas que tem dentro delo por essa janela. (Eles estavam no 8º andar) Ele então pegou o travesseiro e jogou todas as penas pela janela e elas saíram voando pelos ares. Aí o Irmão perguntou: – Pronto Pastor, já fiz o que o senhor pediu agora o Senhor me perdoa? O Pastor falou: – Não… Ainda não terminou meu filho. Você agora pode descer e recolher todas as penas que voaram por essa janela e trazê-las aqui pro travesseiro. Aquele irmão falou: – Mas isso é impossível, não tem como eu recolher todas. Falou o Pastor para ele: – Meu Amado, eu lhe perdôo sim, mas o estrago que você fez em minha vida é irreparável, é como essas penas que voaram. Não tem como recolher os cacos de minha vida que você partiu e jogou.

A bíblia diz que a língua pode ser usada tanto para o bem quanto para o mal. “A morte e a vida estão no poder da língua…”. Pv 18:21. A língua usada de forma leviana pode nos trazer conseqüências irreparáveis. 1. Provoca contendas. Das sete coisas que o senhor abomina, três estão relacionados à língua. “Estas seis coisas aborrece ao senhor, e a sétima a sua alma abomina…e testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos”. PV 6:16-19. 2. Separa amigos. “O homem perverso levanta contenda, e o difamador separa os maiores amigos”. Pv 16:28. 3. Pode matar. Alguém disse: “A língua mata mais do que a fome, a peste e a guerra”. “A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto”. PV 18:21. 4. Tem o poder de destruição. A língua pode levar pessoas, casamentos, famílias, a destruição, pois Tiago compara a língua a um fogo que tem o poder de destruição. “Assim também a língua é um pequeno membro e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia”. Tg 3:5. 5. Aprende a mentir. “E zombará cada um do seu próximo, e não falam a verdade; ensinam a sua língua a falar a mentira; andam-se cansando em obrar perversamente”. Jr 9:5. 6. Pode intentar o mal. “A tua língua intenta o mal, como uma navalha afiada, traçando enganos”. Sl 52:2. 7. Pode delinqüir (cometer falta, crime, delito). “Eu disse: Guardarei os meus caminhos para não delinqüir com minha língua; enfrearei a minha boca enquanto o ímpio estiver diante de mim” Sl 39:1. 8. Tem poder de governar. “Vede também as naus que, sendo tão grandes e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa”. Tg 4:4. Leme é um aparelho instalado na popa do navio para governá-lo. Uma palavra fútil, uma mentira deliberada, uma história questionável, uma meia-verdade pode mudar o curso da vida e levar a ruína. A língua quando usada para o bem. 1. Ela é saúde. “Há alguns cujas palavras são como pontas de espada, mas a língua dos sábios é saúde”. Pv 12:18. 2. Ela é prata escolhida “Prata escolhida é a língua do justo; o coração dos ímpios é de nenhum preço”. Pv 10:20. 3. Ela fala de justiça e do louvor ao senhor. “E assim a minha língua falará da tua justiça e do teu louvor, todo o dia”. Sl 35:28. 4. Ela é arvore da vida. “A língua saudável é arvore de vida, mas a perversidade nela quebranta o espírito”. Pv 15:4. 5. Ela adorna a sabedoria. “A língua dos sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos tolos derrama a estultícia”. Pv 15:2.

Sua saia está curta

 

 

 

 

 

Conselhos para disciplinar a língua:

  1. Pense antes de falar. As nossas palavras podem provocar desconforto e dor, por isso nunca devemos falar o que vem na cabeça. Alguém disse: “Sejamos senhores da nossa língua para não sermos escravos das nossas palavras”.
  2. Fale apenas o que possa trazer edificação. “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só o que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem”. Ef 4:29.
  3. Fale no tempo certo. “Como maças de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo”. Pv 25:11.
  4. Fale sempre a verdade. “Pelo que deixai a mentira e falai a verdade a cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros”. Ef 4:25.
  5. Esteja sempre pronto a ouvir do que falar. “Sabeis isto, meus amados irmãos, mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar”. Tg 1:19. Hoje quase ninguém sabe ouvir, acham que apenas suas opiniões e idéias são mais importantes e verdadeiras. Quem ouve aprende. Quem fala muito não ouve nada. Queremos ter toda atenção do mundo quando falamos, mas não demonstramos carinho e respeito quando outro ser humano fala. Alguém disse: “Quem não gosta de ouvir não se levante para falar”.
  6. Não entregue a sua língua a serviço de Satanás. “Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça”. Rm 6:13. Muitos entregam a língua a serviço de Satanás para difamar, acusar e serem verdadeiros semeadores de contendas entre irmãos (Pv 6:19).

Conclusão:

Que a nossa língua esteja sempre debaixo do controle do Espírito Santo, para que saibamos o que convém falar. Que a nossa língua seja um instrumento de benção na comunicação da verdade, no aconselhamento, na pregação da palavra de Deus e para louvar ao Senhor.

(As ilustrações e pequenas adaptações do texto foram feitas pelo dono deste Blog, mas originalmente a publicação é de  marlene oliveira Rosa Goldman, http://estendaatuamao.blogspot.com.br/2011/05/sobre-lingua-tg-37.html)

Pastor peguei este aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s